4.15.2006

Haxixe

Definição de Haxixe

Haxixe (Cannabis sativa) (do quimbundo ma'kaña, plural de di'kaña, tabaco, erva santa) ou cânhamo-da-índia (do espanhol cáñamo) é uma planta herbácea da família das Canabiáceas (Cannabaceae), amplamente cultivada em muitas partes do mundo. As folhas são finamente recortadas em segmentos lineares; as flores, unissexuais e inconspícuas, têm pêlos granulosos que, nas femininas, segregam uma resina; o caule possui fibras industrialmente importantes, conhecidas como cânhamo; e a resina tem propriedades estupefacientes (sensações semelhantes às produzidas pelo ópio). Também é conhecido pelos nomes de cânhamo marijuana, erva ou suruma (em Moçambique). Diz-se haxixe também referindo-se às folhas e às inflorescências dessecadas e trituradas do cânhamo usadas como droga alucinógena (Cannabis indica ou Cannabis ruderalis). A substância psicoativa presente no haxixe é o delta-9-tetrahidrocanabinol (THC). Geralmente o haxixe contém até 8% de THC, mas algumas variedades do haxixe, como o skunk, possuem até 33% de THC. Geralmente é consumido sob a forma de cigarros ou baseados, mas há outras formas de consumi-lo, como cachimbos, narguiles e outros. Também é consumido na forma oral, na mistura a receitas culinárias, etc.

História
Os primeiros registros históricos do uso de haxixe para fabricação de papel, datam de 8000 anos a.C, na China. Depois os chineses descobriram e desenvolveram outras formas de uso da planta, principalmente para produção de artigos textêis e medicina. Mais tarde, outras grandes sociedades, como os gregos, romanos, africanos, indianos e árabes também aproveitaram as qualidades da planta, fosse ela consumida como alimento, medicina, combustível, fibras ou fumo. Entre os anos de 1000 a.C. até meados do século XIX, o haxixe (incluindo Cânhamo) foi a maior agricultura do mundo, produzindo a maior parte dos papéis, combustíveis, artigos textêis e sendo, dependendo da cultura que o utilizava, a primeira, segunda ou terceira medicina mais usada. Sua grande importância histórica se deve ao fato do haxixe ter a fibra natural mais resistênte e forte do que todas as outras, podendo ser cultivada em praticamente qualquer tipo de solo, além ser uma das medicinas mais importantes e uma das maiores fontes de inspiração religiosa entre povos nativos da africa e do oriente. Carolus Linnaeus classificou-a em 1753, chamando-a de de Cannabis sativa L., onde o L vem do seu sobrenome, Linneaus. Mas lembrando que não só existe Cannabis Sativa, temos muitas, como as Indicas e outras. Mas é comum o cultivo de Indica, Sativa e Híbridas que são novas sub-espécie devido cruzas entre as espécies. O cultivo das mesmas é devido seu rendimento e aproveitamento, outras espécies não tem tanto potencial de produção como tais.

Proibição
Foi proibido no Brasil primeiramente em Grajau, em 1938. Até então costumava ser vendido em farmácias sob o nome de "cigarros índios", devido a ser uma planta originária da Índia, que eram indicados para curar os sintomas da asma, e para insônia. Em 1960 a ONU recomendou a proibição de haxixe em todo o mundo.

Legalização
A campanha pela legalização de haxixe ganhou força a partir dos anos 80 e 90, notadamente apoiada por artistas e políticos liberais. No Brasil, é uma das bandeiras do político Fernando Gabeira, que tentou implementar o cultivo do Cânhamo para fins industriais, mas sofreu uma série de constrangimentos por conta dessa iniciativa.
Hoje em dia a maconha é discriminalizada em alguns países de primeiro mundo, como Portugal e Holanda, que adotam políticas de tolerância em relação aos usuários, que não são presos. Além desses, outros países apoiam o seu uso como medicina, tendo em vista os variados e eficientes usos terapêuticos da planta.

Formas de uso
Pode ser:
inalado, como cigarro ou com algum dispositivo, tal como cachimbo ou narguilé;
ingerido, tal como comida ou bebida. 
Fumar os chamados baseados é a forma mais difundida de consumo de haxixe.

Efeitos
Os efeitos de haxixe podem variar de acordo com a condição psicológica de cada usuário. Aumento da sensibilidade, maior percepção de cores, sons, texturas e paladar. Aumento do apetite. Percepção distorcida do tempo. Sensação de relaxamento. Vontade de rir. Olhos avermelhados. Boca seca. Taquicardia. Introspecção (consumo prolongado).

Tolerância
Segundo um estudo realizado pelo pesquisador João Villares, do Departamento de Psicobiologia da Unifesp, o haxixe pode causar tolerância, que é a necessidade de doses cada vez maiores para atingir o mesmo efeito. A tolerância não é irreversível, segundo o pesquisador, que conclui que "em alguns poucos meses sem a droga, o cérebro se recupera". 

Overdose
Uma overdose é o uso excessivo de alguma droga. O haxixe pode causar overdose com alucinações, ilusões e paranóias e em grandes doses, psicose tóxica aguda. Não há registros de morte devido a superdosagem de haxixe, mas sim devido aos efeitos psicoativos do uso (acidentes causados sob efeito da droga), os quais ocorrem em quantidade mínima quando comparados a outras drogas como o álcool ou a cocaína. Pesquisas provaram que para um usuário morrer de overdose devido ao haxixe deverá ser consumido aproximadamente 4 kg da droga de uma só vez (algo humanamente impossível).

Memória
Sob o efeito da droga, é afetada a memória de curto prazo, isto é, a memória de pequena duração da qual precisamos num determinado instante e da qual nos desfazemos em seguida. Este distúrbio acaba quando o efeito da droga passa. Entretanto, efeitos de longo prazo (fumando-se mais de 35 cigarros de haxixe por semana ou mais de 5 por dia) incluem perda parcial da capacidade de aprendizagem e memorização.

Danos cerebrais
Pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego (EUA) afirmaram que fumar haxixe altera as funções cerebrais, mas não provoca danos permanentes. Outras drogas ilegais, e mesmo o álcool provocam danos cerebrais permanente. O haxixe produz um dano de longo prazo apenas marginal, afetando pouco as capacidades de aprendizado e memória. E nenhum efeito foi registrado em outras funções, entre as quais o tempo de reação, a atenção, a linguagem, a habilidade de argumentação e as capacidades motora e perceptiva. Ao contrário do mito, haxixe não destrói os neurônios.

Sistema Reprodutor
Algumas pesquisas, ainda não definitivas, apontam que o uso continuado da erva pode reduzir a testosterona, o número de espermatozóides nos homens, o que poderia ser revertido ao se abandonar o uso da droga. Entretanto, não é provado que uma menor quantidade de esperma tenha qualquer relação negativa com a fertilidade. Alegações de que o haxixe poderia desregular o funcionamento hormonal nas mulheres, assim como alterar seu circlo menstrual ou causar infertilidade, são improváveis e infundadas.

Dependência
Esta comprovado cientificamente pela OMS que o haxixe provoca menos dependência que o tabaco ou o álcool, entretanto ela causa dependência psicológica, de acordo com a condição emocional de cada usuário. No caso, o usuário adquire o hábito de fumar, mas não se torna um dependente químico da droga.

Aparelho respiratório
Há uma certa polêmica com relação aos efeitos do haxixe no aparelho respiratório. Como as pesquisas dos efeitos do haxixe são mais recentes do que as produzidas sobre o tabaco, os resultados tendem a ser controversos e preliminares. Contudo, uma suposta pesquisa da OMS (organizacao mundial da Saude) a qual teria sido censurada por motivos politicos informa que o haxixe não causa bloqueio das vias respiratórias, enfisema pulmonar ou qualquer outro dano às funções pulmonares.

23 Comments:

Blogger gilson said...

Goataria de parabenizar essa pagina por tão rico conteudo.Gostaria de saber a diferença de haxixe e a maconha?ou são iguais?

6/05/2008 8:24 da tarde  
Blogger Drogas said...

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário (:

Haxixe é um subproduto da maconha, é uma resina da planta de maconha.
O haxixe é uma droga mais forte que a maconha.

Contudo a maconha não deixa de ser prejudicial para a saúde !

6/05/2008 9:16 da tarde  
Anonymous Calimal said...

Parabens ao blog!
Espero que continue sempre com novas materias...

Abraços

2/07/2009 12:41 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Optima pagina, rica em conteúdo e o mais importante, nao distorce os efeitos do consumo. ou seja, não apresenta apenas os efeitos negativos e prejudiciais. Parabéns

4/02/2009 12:27 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Parabens! esta pagina este muito bem feita, explica bem e da bem a entender os effeitos a curto e longo praso, nao distorce a realidade sobre o haxixe defendendo alguns mitos sobre o haxixe ! parabens

5/08/2009 8:46 da tarde  
Blogger andressa said...

parabens ... gosrei muito dessa pagina ela e muito enteresai...
e de vc cotinue asi abraços

5/15/2009 11:40 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

É obvio k o haxixe temm efeitos nocivos sobre o organismo, mesmo k seja a curto prazo....
o ser humano k supostamente e dotado de racionalidade, insiste em autodestruir se no mundo akucinate das drogas....
what´s the point???
e k tal as pessoas serem elas mesmas ??? n se divertem sem drogas???
precisam de recorrer a droguicesw??? que realidade tao triste!

7/07/2009 12:50 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

boa tarde. gostei mt da informacoes, ja agora gostaria de saber quais as consequencias d uma pessoa epiletica consumir haxixe,com medicamentos. obrigada. May

7/20/2009 1:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

entao eu lhe pergunto quando me inervo vou ao haxixe entao como para dis la ja nao aguento mais e so problemas com a minlha mulhe qe para entao o qe faser entao

9/10/2009 11:55 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Super parabéns ao blog, adorei, me tirou muitas duvidas,um beijão pra voces meus amores ,e eu quero o msn de voces, sou souteira hein, adoro um pênis bem groosso, valeu gostosos, fuuuuuuui d;

1/12/2010 3:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

haxixinho...tem que ser indiano ou marroquino!

1/24/2010 1:49 da manhã  
Anonymous Marcelo Batéra said...

muuuito interessante!!
eu como usuario fiquei mais tranquilo...hehehe!!!mesmo sabendo q éh prejudicial ah saude!!
meus parabens pela matéria muito explicativa... fumo ah 10 anos e naum sabia ah metade disso tudo!!!
Abraço!!

2/10/2010 4:14 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

para os engraçadinhos feito este marcelo batéra, fique sabendo amanhâ ele podera ter filhs ou talves nem possa mais, e ter que internalo por nã ver masis motivo de vida a não ser a droga! nos ma~es temos que estar sempre atentas, pois esta e outros tipos de drogas sempre caem nas mãos de nossos filhos!

4/16/2010 4:00 da tarde  
Blogger Bruno said...

obriga por abrirem esta pagina que é muito rica de informações

4/21/2010 1:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

e trabalhar ?

4/22/2010 9:56 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

BOA TARDE, GOSTEI MUITO DA INFORMAÇÃO DO SITE, O MEO NAMORADO CONSOME E PENSO QUE CERTAS ATITUDES QUE ELE TEM, DERIVAM DO CONSUMO DIARIO DO HAXIXE.

7/06/2010 5:15 da tarde  
Blogger Juliana said...

Descobri que meu irmão está usando maconha e/ou haxixe, somando-se a uma condição psicológica complicada que ele já tem a algum tempo. Em casa já tentamos de tudo, tentamos ajudar de tudo que é jeito. Estou procurando informações para tentar ajudá-lo. Existe diferença entre maconha e haxixe?

9/06/2010 2:44 da tarde  
Anonymous helena said...

droga mata 1 familia inteira,tenho 1 filho que fuma haxixe,destrói as coisas em casa,agride-me psico e fisicamente.prefiro morrer a viver assim.deviam pendurar uns poucos nos candeeiros do Rossio para não se meterem nesta merda. NÃO fumes por favor.EU VOU MORRER EM BREVE.UMA MÃE QUE VIVE NO INFERNO

12/13/2010 11:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sou uma recente vítima de violência doméstica e descobri q meu ex-namorado era usuário de haxixe+maconha... Além de sofrer de ejaculação precoce... isso seria uma das sequelas da droga???PC

5/27/2011 6:24 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Entao quer dizer que se eu fumar unzinho vou fiquarrr doidÔÔÔÔÔÔOÔ?

6/06/2011 6:26 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

adorei essa pagina,mais o ruim é ki quem deveria ve-la naum vê

8/16/2011 11:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

tenho um irmão que ficou louco dvido ao uso de drogas vc esta de parabens em falar sobre isso precisava mais campanhas contra as drogas nas redes publicas e socias e politicas mais poucos falm sobre isso vc e um exemplo que precisamos para enfrentar esse inferno

10/28/2011 12:42 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

eu ja fumei tenho 15 anos ja fumei dos dois e depois disso comecei a ter ejaculaçao precoce entao parei. muitos dizem que vicia e outros dizem que nao na vdd a pessoa fika viciado mas nao e bem um dependente pois a pessoa consegue fikar sem fumar. E pra vcs'que'acha'que'seu'marido ta usando haxixe cuidado pois eu acho que ele ta usando e crack mas muito se perguntam como uma pessoa entra no mundoi das drogas e pra q. A vdd e o novato como sempre e muito curioso entaum u maconheiro velho chama ele pra fumar pra ver se ele e de coragem e tbem pra no futuro fikar pegando aponga poiis akele daki uns dia ja vai ta viciado entaum o bestao pega i vai ja se achando o o malandrao ae e quando se aprofunda i disso começar gikar pior muitos sao mente fracq ligeirinho fika doido entasum galerampc wq quer experimentar ti digo nao compensa

5/01/2012 7:06 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home